Os melhores e os piores alimentos para quem tem diabetes


Conhecer quais são os melhores e os piores alimentos para quem tem diabetes é muito importante na hora de combater o surgimento da doença e de controlar ela.
E não tem jeito, os portadores desse distúrbio, seja o tipo 1 ou tipo 2, devem aprender a conviver com as restrições alimentares para viver com mais saúde.
Veja a lista dos vilões e mocinhos quando o assunto é diabetes:

Os melhores alimentos


Grãos integrais
Quando os grãos são processados e refinados, perdem a maioria de seus benefícios. Mas as versões integrais deles garantem a eficácia de seus nutrientes no organismo. Aveia, linhaça, quinoa e cevada são exemplos desses alimentos riquíssimos em fibras e potássio.

Castanhas
As castanhas são ricas em gorduras, mas as chamadas gorduras saudáveis. Elas promovem a sensação de saciedade, e assim, você comerá menos. Escolha as nozes, amêndoas, avelãs e pistaches para seu lanche da tarde e garanta ômega-3 e ácidos graxos!

Peixes
Os peixes são as melhores proteínas animais para os diabéticos. Prefira os peixes oleaginosos, mais encontrados em águas frias e profundas, como o salmão, atum, a cavalinha e a sardinha, pois são ricos em ômega-3 e ácidos graxos. As melhores maneiras de comê-los são cozidos ou assados, nunca fritos.

Frutas vermelhas e Mirtilo
Essas frutas não estão muito presentes no cardápio do brasileiro, mas fazem um bem enorme a quem tem diabetes. Procure frutas vermelhas (amoras, framboesas, etc) e mirtilos em casas de frutas especiais e adquira seus antiocidantes, vitaminas e fibras. É uma ótima oportunidade para quem é diabético comer frutas, já que a maioria contém muito açúcar e deve ser evitada.

Frutas cítricas
Como dissemos, os diabéticos devem evitar o consumo de frutas, mesmo em sucos naturais. Mas assim como as frutas vermelhas, as cítricas podem ajudar a manter o teor de glicose baixo. Beba um copo por dia para ter esse benefício, além de uma boa dose de fibras e vitamina C.

Batata yacon
Pesquisas indicam que a batata yacon (proveniente da região da Cordilheira dos Andes) pode ajudar no controle da glicemia em quem sofre com o diabetes tipo 2. Isso se deve ao fato deste tubérculo ser rico em um carboidrato chamado frutooligossacárico, que funciona tão bem quanto as fibras em nosso organismo.

Os piores alimentos


Frituras
Esse é o modo de preparo mais recorrente nos pratos ocidentais, sabia? São práticos e deliciosos, mas se tratando de saúde, saem perdendo. Oferecem muitas calorias, colaborando para o colesterol alto, a obesidade e alterações hormonais. Por terem excesso de insulina interferem na produção de insulina, desregulando demais o diabetes.

Álcool
O organismo não processa bem o álcool. Para se ter ideia, equivale ao processamento das gorduras e isso pode ajudar na elevação dos níveis de açúcar no sangue. Além disso, há bebidas feitas com itens que contêm sacarose.

Sorvete
O sorvete é um dos alimentos mais queridos por todos, porém um dos que mais devem ser evitados pelos diabéticos. Eles apresentam altos níveis de açúcar e gorduras trans (as conhecidas gorduras prejudiciais).

Farinha branca
É difícil contar a quantidade de alimentos que levam a farinha branca em sua receita, são muitos: bolos, bolachas, pães, macarrões, lasanhas e outras massas, etc. Eles devem ser evitados por quem tem diabetes, pois têm muito carboidrato, substância que se transforma em açúcar no organismo. Diabéticos devem consumir farinha integral.

Doces e refrigerantes
As sobremesas devem ser evitadas ao máximo. Qualquer que seja a guloseima, ela faz a glicemia subir rapidamente, pois são desprovidas de fibra, que ajudaria a retardar a absorção da glicose pelo sangue. São incontáveis alimentos que contêm muito açúcar, mas é importante evitar, para evitar e controlar o diabetes. Risque também os sucos industrializados e os refrigerantes, verdadeiros venenos que também promovem a hiperglicemia.

Quando você tem que conviver com uma doença como o diabetes, é importante saber que a luta será diária e para sempre. Isso por que uma alteração muito grande pode causar efeitos colaterais graves a quem sofre com o distúrbio.

E a maior maneira de controlar os níveis de açúcar no sangue e garantir uma produção de insulina estável é mantendo uma alimentação saudável. Boa sorte para você e qualquer dúvida nos deixe um comentário!

0 comentários